9 filmes imperdíveis no Globoplay

Globoplay

O Globoplay vem ganhando espaço no mercado e carinho do público por ter um dos catálogos mais variados do streaming. Enquanto algumas plataformas contam com filmes de determinados estúdios, a Globoplay se destaca por unir produções de diversas empresas. Inclua, portanto, clássicos da Sessão da Tarde, novidades da Tela Quente e pequenas joias escondidas sob o domínio da Globo.

Confira abaixo, em ordem alfabética, nove filmes imperdíveis na Globoplay.

Closer

O melhor romance do século XXI se destaca ao misturar temas e angústias amorosas clássicas e modernas. Os vai e vens de quatro adultos, perdidos na vida e em Londres, compõem o mosaico dramático de Mike Nichols. Através de quatro atuações sublimes, o texto afiado de Patrick Marber percorre desenhando um painel sincero e objetivo sobre os altos e baixos de pessoas que tentam entendem o amor enquanto o experimentam e se machucam. Os destaques vão para Natalie Portman e, principalmente, Clive Owen, em um de suas melhores performances. Baseado em uma peça teatral, Closer traz diálogos e cenas arrebatadoras, dignas de figurar entre os melhores momentos do cinema contemporâneo.

Os Imperdoáveis

Um dos símbolos do western americano faz uma belíssima homenagem ao gênero através de Os Imperdoáveis. Vencedor do Oscar de Melhor Filme, o longa de Clint Eastwood estabeleceu o novo faroeste moderno: história simples e peso dramático na narrativa e nos personagens. O resultado é um petardo cinematográfico. Ancorado num elenco poderoso, Os Imperdoáveis é um novo clássico que ressoa nos dias de hoje, sendo um dos mais notáveis vencedores do Oscar da história recente. Aqui, Eastwood visita temas que seriam recorrentes em sua filmografia como diretor: a chegada arrebatadora do tempo, a perda de espaço e força pela idade avançada, etc. Este faz uma ótima dobradinha com outro título desta lista.

A Chegada

Denis Villeneuve se estabeleceu como um dos melhores diretores da atualidade. Detentor de uma das filmografias mais consistentes, o canadense atinge o sucesso ao mesclar o cinema épico e popular à manifestação cult e calcada nos personagens e tramas intrincadas. O resultado de seus projetos são sempre muito positivos: de Incêndios Os Suspeitos, os filmes do diretor divertem e fazem pensar sem pesar a mão em nenhum aspecto. A Chegada é a síntese deste tipo de Cinema enjambrado por Villeneuve: drama intimista carregado de ficção científica e catarse. Hoje, o diretor já comandou a sequência de Blade Runner e lançará a adaptação de um dos sci-fi mais importantes de todos: Duna. 

Ela

Ela, de Spike Jonze, acaba ganhando novos contornos em um 2020 de pandemia. Na história, um homem solitário se apaixona por um aplicativo. É um resumo injusto e bobo para um filme que trata sobre tantos temas, mas dá uma ideia do romance estranho e inteligente de Jonze. Vencedor de Oscar de Roteiro Original, Ela é uma agradável mistura de drama, comédia e ficção, que enche os olhos e esquenta o coração.

Whiplash

O primeiro filme de Damien Chazelle já entrega as melhores qualidades daquele que se tornaria uma das melhores revelações do Cinema da última década. Whiplash acaba trazendo debates muito curiosos e pertinentes, pouco explorados pelo Cinema ou pela TV. Os limites do ensino e da entrega pela arte, as filosofias de aprendizado, tudo ganha comentários sutis e válidos. Além da direção segura do cineasta, J.K. Simmons entrega a performance de sua carreira em um dos personagens mais emblemáticos do século. Dúvida? Corre pra assistir.

Gangues de Nova York

Nova York e Martin Scorsese sempre estiveram atrelados. Desde o início da carreira o diretor sempre voltou seus olhos para as ruas e rostos da metrópole. Gangues de Nova York é a cereja do bolo, um filme que só poderia ser feito por Scorsese. Explorando a gênese da cidade, Scorsese investiga os violentos grupos que habitaram o coração do lugar. Na atuação impecável de Daniel Day-Lewis, Gangues de Nova York torna-se um dos maiores épicos da filmografia irretocável do cineasta. O filme estreou em 2002, próximo do 11 de setembro. Logo, Gangues é uma carta de amor e um retrato histórico imperdível.

Náufrago

Só Tom Hanks pode fazer os filmes que faz. Nenhum outro poderia ser Forrest Gump, nem invadir a praia da Normandia, muito menos ficar isolado em uma ilha, tendo como melhor amigo uma bola de vôlei. Hanks faz qualquer coisa funcionar, e Náufrago acaba sendo um de seus filmes mais interessantes. Nas talentosas mãos de Robert Zemeckis, o longa se tornou um sucesso no Brasil, sendo reprisado com frequência na TV à cabo e aberta. Agora, pode ser assistido sem limitações na Globoplay.

O Resgate do Soldado Ryan

E por que não fazer uma dobradinha de Tom Hanks. Saindo de uma praia e indo para outra, chegamos em O Resgate do Soldado Ryan. Superprodução de Steven Spielberg, o longa, vencedor de 5 Oscar, é a síntese do que há de melhor nos filmes sobre a Segunda Guerra Mundial. A famosa sequência inicial, em trinta minutos de confronto incessante, é um dos melhores momentos que o Cinema já produziu. Hoje, a história pode soar absurda, e é: oito soldados recebem a missão de atravessar a Guerra para resgatar um jovem cujos irmãos morreram. E lá se vão oito homens arriscando suas vidas para salvar um. Apesar da loucura, O Resgate do Soldado Ryan ainda é um dos melhores títulos de Spielberg.

Rastro de Maldade

Rastro de Maldade é um dos melhores títulos do western moderno. Escrito e dirigido por S. Craig Zahler (que ainda dirigiu outras duas obras-primas: Confronto no Pavilhão 99 Dragged Across Concrete), o longa traz Kurt Russel, Richard Jenkins, Patrick Wilson e Matthew Fox em uma narrativa de violência e perigo. Depois de um ataque no vilarejo onde vivem, um grupo de homens parte em uma missão para resgatar os moradores sequestrados. Em um mistura magistral de faroeste com horror, Rastro choca e diverte na mesma medida. Zahler, como lhe é habitual, subverte expectativas e escancara um fato: em suas histórias, ninguém está a salvo. É uma das joias escondidas da Globoplay.

Nota

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *