Sexta do Terror: Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro (2019)

Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro é a dica de hoje!

A coluna dessa semana pousa em 2019 para falar de um lançamento que, praticamente, passou despercebido. Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro (única vez que utilizarei o título inteiro aqui), tem produção de ninguém menos que Guillermo Del Toro, já é o suficiente para dar uma animada né?

Aqui nós temos um grupo de jovens (alguns são amigos ou não), que moram numa cidadezinha dos EUA. E que, pasmem,  na noite de Halloween decidem visitar a casa mal assombrada da cidade. A casa é conhecida por ter sido o lar de uma assassina de crianças no século passado. Diz a lenda, que com o pretexto de contar histórias, a assassina atraia as crianças e as matava. Depois de alguns sustos os jovens deixam a casa. Contudo, antes de ir, uma das personagens leva consigo o livro de histórias que a matadora de criancinhas, supostamente, usava para atrair suas vítimas.

Porque é tão bom?

Até aqui nada de novo, certo? Mas o interessante em HAPCNE (falei que não ia escrever o titulo todo), é justamente juntar o que há de melhor nos clichês do gênero, com a inovação do “terror moderno”.  Explico, toda a ambientação da pequena cidade estadunidense, o grupo de amigos que sofre bullying, o valentão que é o primeiro a se dar mal. Tudo isso, presente em tantos filmes do gênero, está lá. Entretanto, muito disso é misturado as formas e tecnologias de hoje e resultado é sensacional.

O grande chamariz do filme são as criaturas que saltam das páginas do livro da assassina, para poder matar os nossos protagonistas. Existe a perfeita combinação de sons e imagens para causar a grande tensão. O competente CGI, misturados a maquiagens e efeitos práticos tornam a experiência ainda mais assustadora. E é aqui que conseguimos ver com mais intensidade a mão de Del Toro na produção, que sabe criar monstros na sétima arte como ninguém.

O roteiro também é muito bem construído e amarrado. Uma vez destacada a sua trama principal, no segundo ato, cada personagem tem um momento para chegar seu e isso é muito interessante. E cada monstro que eles enfrentam tem haver com seus medos ou com situações passadas e isso injeta uma dramaticidade muito bem vinda ao filme.

O que não funciona tão bem?

O ponto negativo fica por conta do seu jovem elenco. Nos momentos cômicos eles até se saem melhores, mas na parte de horror e drama não são nada convincentes. Austin Abrams, que talvez seja o mais conhecido deles, me constrói uma caricatura de personagem que é difícil de assistir e a Zoe Colletti que interpreta a principalmente personagem, até entrega algo com substancia em alguns momentos, mas na maioria das passagens assume um estado “over” que compromete sua entrega.

Conclusão

Lançado sem muito alarde no ano passado, o filme merecia muito mais atenção do que recebeu. O elenco pouco inspirado é eficientemente compensado pela atmosfera, trilha sonora e direção do filme. As criaturas são aterrorizantes, do tipo que durante o filme você pensa: meu Deus, eu vou sonhar com isso essa noite, rs. Vale muito a pena ser visto.

Até a sexta que vem 🙂

E então, gostou da indicação? Deixe nos comentários e, além disso, continue acompanhando as novidades do mundo dos filmes aqui no Mix de Filmes.

Igualmente, nos acompanhe em nossas redes sociais: Instagram e Twitter.

Nota

2 comments on “Sexta do Terror: Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro (2019)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *